Jesus no Antigo Testamento.


Hebreus 9:11-15

          Antes de abordarmos assunto tão interessante e oportuno para o nosso crescimento espiritual, é importante falarmos um pouco do que vem a ser "tipologia", para só então, entrarmos no assunto. O que seria um "tipo"? Um tipo é um padrão bíblico, ou uma ilustração bíblica, em geral, retirada do A.T., que se torna padrão relacionado a pessoas, acontecimentos ou coisas. É, em outras palavras, uma pessoa, coisa ou ato no A.T. que se cumpre totalmente em seu antítipo, ou seja, pessoa, coisas ou atos no N.T. Paulo escreve em I Cor. 10:6:"...e estas foram-nos feitas em figura..." esta palavra "figura" vem do grego tupos, e também pode ter o sentido de "padrão, ilustração, exemplo ou tipo". Deus, através das figuras e símbolos da Bíblia procura mostrar por meio de coisas terrestres, as coisas espirituais, visto a limitação de nossa mente humana de compreender as coisas divinas, nos mesmos termos encontrados no A.T., Deus fala das glórias celestiais através de coisas terrestres.



    Em I Coríntios 10:11, lemos:"Ora, tudo isto lhes sobreveio como figuras, e estão escritas para aviso nosso..." estes são eventos que ocorreram no Êxodo, livro do A.T. e que o apóstolo Paulo mostra como exemplos no N.T. Em Hebreus 5:8 lemos que o Tabernáculo foi construído a partir de um padrão celestial que foi mostrado a Moisés no Monte Sinai:"Atenta, pois, que o faças conforme o Seu modelo, que te foi mostrado no monte” (Êx 25.40). O primeiro mártir da igreja, Estêvão, disse o seguinte: "Estava entre nossos pais no deserto o tabernáculo do testemunho, como ordenara aquele que disse a Moisés que o fizesse segundo o modelo que tinha visto” (At 7.44). O Tabernáculo e, mais tarde o Templo, são tipos que se tornam padrões que revelam elementos-chave do plano divino de salvação.



A história humana está repleta de pessoas que viveram em passados distantes e apresentaram grandes semelhanças por meio dos fatos por elas vivenciadas com outras pessoas que vieram a existir séculos ou milhares de anos depois, são pessoas que fizeram a mesma escolha e andaram pelos mesmos caminhos, ou ainda desempenharam papéis semelhantes na história da humanidade. Ex: Hitler e Napoleão, em relação à conquista da Europa e também na campanha contra a Rússia, os quais cometeram muitos erros, por causa suas ambições. Hitler e Nero, tiveram uma crueldade semelhante. Estas são situações da história, citados apenas como exemplo. Também vemos o rei de Tiro (Ez. 28), protótipo de Lúcifer.


Como na história existem homens com história semelhante, a Bíblia tem os seus muitos protótipos de Cristo. A vinda de Cristo foi precedida de uma preparação meticulosa, que criou uma expectativa em torno do Messias, criando uma imagem forte do Salvador da humanidade. Para todos os homens de Deus da narrativa bíblica, ouve uma certa percepção desde cedo dos propósitos de Deus, tiveram uma visão do Messias por antecipação, por assim dizer, como foi o caso de Abraão. A tipologia de Cristo põe em evidência a vida: Deus, na sua presciência e sabedoria, associada à sua onipotência interferiu e conduziu os acontecimentos da história. Por isso podemos entender esta declaração bíblica:"o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo" (Mat. 25:34); "o Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo" (Apoc. 13:8); "porque me amaste antes da fundação do mundo" (Jo. 17:24); "pois nos elegeu n'Ele antes da fundação do mundo" (Ef. 1:4a).




1-Protótipos de Cristo no A.T.





Patriarcas, profetas, juízes, reis e sacerdotes. Alguns desses homens foram de algum modo, protótipos de Cristo, quando demonstraram o caráter ou se comportaram como o Messias.





Abraão e Isaque no Monte Moriá 


Isaque foi o mais completo protótipo de Cristo. (Gen. 21:3-5) Filho de Abraão, que é a figura do Pai celeste; filho único, à semelhança de Cristo (Jo 1:14). Conduzido pelo pai para ser oferecido sobre o altar do sacrifício, símbolo da cruz. Isaque foi home de caráter firme, mas de personalidade pacífica; homem prudente e decidido. Teve uma noiva, a qual foi preparada e trazida de uma terra distante por um enviado de seu pai, revelando a relação de Cristo e a igreja. Mas o evento mais marcante foi o ocorrido no Monte Moriá quando Deus pede Abraão que o sacrifique em um altar como sacrifício. Isaque apresentou um caráter messiânico, como tipo de Jesus, pois foi grandemente submisso ao seu pai, Abraão. 





José sendo vendido 

José, filho de Jacó foi um dos protótipos de Cristo de maior destaque. Foi aborrecido pelos irmãos, rejeitado e vendido como escravo (entregue aos gentios) à semelhança do Filho de Deus que foi rejeitado pelos judeus (Jo. 1:11); foi vendido por moedas de prata pelos irmãos (Gn. 37:28), como Cristo também foi entregue por moedas de prata (Mt. 27:3); amado pelo pai, humilhado na casa de Potifar e no cárcere, mesmo assim continuou fiel até que foi elevado ao poder no Egito; apontando para a humilhação e glorificação de Cristo. Abençoou seus opressores, assim como Jesus abençoou seus algozes. Foi tentado e caluniado, não abriu a boca para defender-se. Como Jesus, José foi preso injustamente. Os irmãos de José se prostraram aos seus pés, assim como todo joelho se dobrará diante de Jesus (Fil. 2:9-11). 





Melquisedeque 

Melquisedeque, para qualquer estudioso das Escrituras, todos os homens dos quais já falamos são notáveis em seus feitos realizados através da direção de Deus na história, mas nenhum deles é tão intrigante quanto Melquisedeque, personagem notável e enigmático, chamado rei de Salém, que quer dizer rei de paz, sacerdote do Deus Altíssimo, a quem Abraão entregou os seus dízimos, prefigura a pessoa de Cristo, no seu aspecto divino: "sem pai e sem mãe, sem genealogia, não tendo princípio de dias, nem fim de vida,sendo feito semelhante ao Filho de Deus, permanece sacerdote para sempre" (Heb. 7:3). Assemelha-se ao Verbo Vivo, Jesus, "cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade" (Mq. 5:2b). Alguns estudiosos chegam até a afirmar que Melquisedeque poderia ser Sem, filho de Noé, pelo fato de ele ter vivido 600 anos, tempo suficiente para viver até os dias de Abraão. A Bíblia é claro, afirma que ele "não teve princípio de dias nem fim de vida", isto quer dizer que não sabemos sua origem e nem o seu destino. O escritor aos Hebreus nos dá a entender que isto era uma representação da eternidade de Cristo e de seu sacerdócio. 
Melquisedeque, foi sacerdote e rei, sem pertencer à linhagem de Arão, o qual deu origem ao sacerdócio levítico. Jesus, também veio a ser Sumo Sacerdote, sem pertencer à casa de Arão (em Israel, só os descendentes de Arão poderiam ser sacerdotes - Núm. 3:10). Jesus tornou-se Sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque (Heb. 7:21). É necessário falar que, quando o autor aos Hebreus diz em 7:3 que Melquisedeque "permanece sacerdote para sempre", não afirma que seja o próprio Cristo, o texto diz apenas que foi "...feito semelhante ao Filho de Deus...", semelhante quer dizer parecido e não a mesma coisa. Por não encontrarmos registro da origem e do fim da vida de Melquisedeque, seu sacerdócio é tido como superior ao levítico, como foi o de Jesus (Heb. 7:4-19). 
É certo que existem outros tipos pessoais de Cristo no A.T., citamos estes apenas para exemplos: também poderíamos citar o rei Davi, Moisés e Samuel; os dois últimos também exerceram as funções de sacerdote e rei (ainda que não tiveram o título real). 


2- Símbolos de Cristo no Antigo Testamento.






No A.T., encontramos muitos símbolos de Cristo, os símbolos servem de sinais de algo que representam sem necessariamente ser semelhantes em qualquer respeito. Podemos citar como exemplo o vento e o fogo, símbolos do Espírito Santo. São eles também objetos, fatos ou animais, como o sacrifício, que apontam para a pessoa de Cristo, vejamos alguns exemplos de outros que existem:





serpente de bronze 






A serpente de metal, que Moisés levantou no deserto. Esta foi colocada sobre uma haste e erguida no topo de um monte, foi usada como antídoto para todo aquele que fosse picado pelas serpentes venenosas do deserto. Quem fosse picado pelas serpentes e olhasse para tal símbolo, ficava imediatamente livre da morte. Era um símbolo vicário da morte de jesus na cruz, para nos livrar das consequências do pecado. Esta foi a lição que Cristo apresentou para Nicodemos (Jo. 3:14-15). 
O cordeiro pascal, imolado no dia 14 do mês de nisã ou abibe. (Êx. 12:2; Lev. 23:5) Deus havia castigado o Egito com 9 pragas, castigando todo o seu povo e território, e para finalizar a etapa final e consumar o juízo sobre o Egito e libertar o seu povo do cativeiro, Deus manda uma última praga para atingir todos os primogênitos do Egito, "desde os homens até os animais" (Êx. 12:12), levando a morte a todos os lares egípcios. Só o povo de Israel seria poupado da morte (Êx. 12:13). Deus ordenou que as casas dos filhos de Israel fossem assinaladas com o sangue do cordeiro imolado nos umbrais das portas. E quando o anjo da morte passasse por sobre as casas dos israelitas, e visse o sangue não traria a morte sobre eles, o contrário aconteceu com os egípcios, pois não tinham a marca do sangue do cordeiro. O cordeiro deveria ser de um ano, sem defeito, sem mancha, deveria ficar guardado por 4 dias até o dia do sacrifício, seus ossos não poderiam ser quebrados. Semelhantemente, Jesus é o nosso cordeiro pascal (Jo. 1:29), sem mancha e sem defeito (I Ped. 1:18-19); não quebraram nenhum dos seus ossos no dia da crucificação, só os dos bandidos (Jo. 19:33); entrou em Jerusalém no dia da separação do cordeiro e morreu no dia do sacrifício. Precisava ser imolado por toda a congregação (Êx.12:6), e do mesmo modo foi sacrificado pelos líderes religiosos e civis de Israel e de Roma (Luc. 24:7). O sangue do cordeiro era o sinal da proteção de Deus para livrar o povo da morte (Êx. 12:13); assim também o sangue de Cristo nos lava, purifica e liberta da escravidão do pecado e da punição eterna (Ap. 7:14 / Heb. 13:12 / I Jo. 1:7 / Ap. 5:9). 
A Rocha de Horebe. Em um determinado episódio da história do povo no deserto, eles chegam a Horebe e, o povo sedento e sem água suficiente para beber, começa a murmurar, Moisés então ora a Deus e este o responde dizendo: "Eis que Eu estarei ali diante de ti sobre a rocha, em Horebe, e ferirás a rocha, e dela sairão águas e o povo beberá" (Êx. 17:6). Em I Cor. 10:4, o apóstolo Paulo apresenta a evidência bíblica da relação tipológica da rocha com Cristo, quando afirma: "E beberam todos de uma mesma bebida espiritual, porque bebiam da pedra espiritual que os seguia; e a pedra era Cristo". Jesus Cristo ao ser ferido, trouxe refrigério e vida para todos os que n'Ele crêem, assim também aconteceu com a rocha, em Horebe. A rocha é o tipo de Jesus Cristo, que foi ferido pelo juízo de Deus para nos dar água da vida: "mas aquele que beber da água que Eu lhe der nunca terá sede..." (Jo. 4:14). 


Existem muitos outros exemplos, mas para nós bastam apenas estes para que possamos entender um pouco mais deste assunto tão extraordinário. Não temos também a intenção de esgotar o assunto, que é muito extenso e exigiria conhecimento que ainda não disponibilizamos, o que pretendemos é lançar um pouco de luz para abençoar cada irmão que é apaixonado pelos estudos das Escrituras. Lembremos que os discípulos só entenderam as Escrituras depois da ressurreição do Senhor, no caminho de Emaús tiveram os seus olhos abertos para entender. Protótipos e símbolos foram de grande valia para o apóstolo Paulo para elaborar a sua Teologia, pois todas as cartas deste referido apóstolo, estão cheias de referências aos símbolos e figuras do A.T.


Estudar os símbolos amplia a nossa visão, e através do estudo da tipologia bíblica, podemos verificar a soberania de Deus, escrevendo profecias através de pessoas, objetos e eventos, e as cumprindo em Cristo, gerando a perfeita relação entre A.T. e N.T., nos apresentando tipo e antítipo, em perfeita harmonia.










FONTES PESQUISADAS:




Bíblia de Estudo Vida Nova


Dicionário da Bíblia de almeida


Tipologia Bíblica - Márcio K. Maia


www.chamada.com.br


Dicionário Bíblico Universal


Rei dos reis
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Contatos

Nome

E-mail *

Mensagem *

TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
DEMAIS IDIOMAS

LOCALIZAÇÃO E PAÍSES DOS VISITANTES

Copyright © Macelo Carvalho | Traduzido Por: Mais Template

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes