Amarrar os demônios é bíblico?

É muito popular vermos nas igrejas pentecostais e neopentecostais os famosos cultos de libertação, geralmente ocorridos nas quartas e sextas feiras na maioria destas igrejas. Neste cultos, todavia, vemos o ato de AMARRAR os demônios no momento da oração de libertação (na maioria dos casos depois da exposição das Escrituras) quando estes,

"supostamente, MANIFESTAM" pela invocação do pastor e de seus auxiliares em algumas pessoas que, no caso em pauta, não são cristãs. Está prática de amarrar o demônio é também muito comum no dia a dia do crente pentecostal e neopetencostal quando este se depara com alguma situação em que aparentemente é de origem demoníaca.

Em vista disso, este ato de INVOCAR e, sobretudo, de AMARRAR os demônios, é bíblico? Em todo o seu ministério terreno que durou cerca de 3 anos, Jesus utilizou esta expressão: TÁ AMARRADO? Jesus AMARROU algum demônio manifesto em alguma pessoa? Ele ensinou esta prática? Os apóstolos, por sua vez, no livro de Atos ou em algumas das cartas do Novo Testamento utilizaram esta expressão: TÁ AMARRADO? Eles ensinaram isso nas cartas que escreveram? Vejamos, então, a resposta para estas perguntas.

Mateus 12.29 - Ou como pode alguém entrar na casa do valente e roubar-lhe os bens sem primeiro amarrá-lo?

Marcus 3.27 - Ninguém pode entrar na casa do valente para roubar-lhe os bens, sem primeiro amarrá-lo; e só então saqueará a casa.

Precisamos entender primeiramente que nos quatro evangelhos não vemos sequer uma menção de Jesus ter AMARRADO algum demônio, dizendo: TÁ AMARRADO! Não vemos também nenhuma ocorrência no livro de Atos e em nenhuma carta do Novo Testamento os apóstolos utilizando a expressão: TÁ AMARRADO em algum exorcismo ou mesmo ensinando tal prática aos crentes. Geralmente, no caso de Jesus, sempre que ele exorcizou alguém que estava sob o poder ou influência do demônio em alguma área de sua vida, ele dizia, por exemplo, no caso dos Gadarenos também em Mateus 8.32: Ide! No capítulo 17.18 de Mateus, ainda, é dito que Jesus simplesmente repreendeu o demônio! No evangelho de Marcus, por sua vez, vemos o caso de um homem que estava sob o poder ou ataque dos demônios na sinagoga que Jesus estava ensinando as Escrituras (Mc 4.23-24). Quando os demônios começaram a conversar com Jesus, ele, imediatamente, sem interesse algum de “entrevistar” os demônios, ordena que eles se calem e os expulsa do homem, repreendendo-os e dizendo que eles saem dele, apenas (vs.25). 

No capítulo 9.14-27, Jesus expulsa o demônio que além de ter causado a surdez e a mudez, fazia com que o jovem sob o seu poder tivesse convulsões. Tais demônios, por muitas vezes, tentaram matar este jovem lançando-o no fogo e na água (vs.22). Mais uma vez, Jesus expulsa estes demônios do jovem, dizendo simplesmente: “Espírito mudo e surdo, eu te ordeno: Sai dele e nunca mais entres nele”. Almeida Século 21 No evangelho de Lucas, no capítulo 13.10-13, é dito que Jesus estava ensinando em uma sinagoga. E estava ali, naquela sinagoga, uma mulher que andava encurvada devido a um espírito maligno que lhe causava esse desvio na coluna ou enfermidade. Jesus, porém, vendo esta mulher, chamando-a, diz:Mulher, estás livres da tua enfermidade; e impondo- lhes as mãos, ela se endireitou na mesma hora... (vs.13). Almeida Século 21 Conforme podemos notar, Jesus aqui também não disse: TÁ AMARRADO, demônio.

Em contra partida, no contexto desta afirmação em Mateus, algumas pessoas trazem até Jesus um homem endemoninhado sob o poder ou, talvez, sob a influência de demônios. Tais demônios atacaram a saúde deste homem lhe causando a cegueira e a mudez. Jesus, porém, cura este homem e ele passa a enxergar e a falar (13.22-23). Contudo, após esta cura milagrosa, os fariseus que estavam presentes no momento em que o homem fora curado da ação dos demônios em sua vida, disseram e atribuíram tal cura à Satanás, isto é, que Jesus expulsou ou expulsa demônios não pelo poder de Deus, mas pelo poder de Belzebu, o maioral dos demônios (13.24-25). Depois desta afirmação caluniosa e blasfema dos fariseus, Jesus, em seguida, tece uma série de críticas à eles mostrando o quão estavam equivocados em dizer tal absurdo (13.25-32). E no (vs.29), ele diz: "como pode alguém entrar na casa do valente e roubar-lhe os bens sem primeiro amarrá-lo"?

Aqui, Jesus faz uso de uma analogia refutando os fariseus tomando com exemplo o caso de um ladrão que invade uma casa e amarra o dono da casa para roubar os seus bens. Jesus simplesmente utiliza esta analogia para demonstrar que não fazia sentido expulsar demônios sendo ele mesmo um demônio ou estando do lado dos demônios, agindo sob o poder maligno deles. Sendo assim, invadir uma casa para roubar os bens sem antes amarrar o dono seria incabível e não teria sentido se Jesus fosse um assecla de satanás.

Na primeira vinda de Cristo, o mundo estava, de certa forma, dominado pelo maligno (1Jo 5.19). Jesus, quando apareceu no cenário, mostrou o seu poder e superioridade sobre Satanás e os seus asseclas, os demônios (Mt 4.1-10), estabelecendo o seu reino para libertar os oprimidos (Mt 12.28) e destruir as obras do Diabo (1Jo 3.8; Cl 2.15). Entrar na casa do “valente”, que representa Satanás, e amarrá-lo para roubar seus bens, que são pessoas sobre o seu domínio é, simbolicamente, entrar no mundo, anular a sua atuação e salvar as vidas dominadas por Satanás. 

Portanto, Jesus foi quem fez isso. Ele, sendo indubitavelmente mais forte que Satanás em poder, definitivamente o venceu com a sua morte e ressurreição! Em Judas, no verso 9, é mencionado um fato interessante. É dito que o arcanjo Miguel não ousou REPREENDER ou usar este termo contra o diabo: EU TE REPREENDO conforme muitos pastores e crentes fazem. Antes, ele disse usando a expressão e o modo correto de agir no caso de alguém estar sendo atacado ou oprimido pelo demônio: O SENHOR TE REPREENDA! Aleluia! É somente o Senhor Jesus que tem poder para repreender satanás e os seus planos. Em vista disso, não há nenhuma base exegética que corrobore o ato ou a prática de AMARRAR demônios ou em dizer: TÁ AMARRADO!

Autor: Leonardo Dâmaso
Contato pelo facebook: Leonardo.dâmaso.35@facebook.com 
Contato pelo email: Tadeudamaso@yahoo.com.br  

Extraído de: http://www.materiasdeteologia.com/2013/08/amarrar-os-demonios-e-biblico-por.html#ixzz2c9albLqS
Fonte: Materias de teologia
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Contatos

Nome

E-mail *

Mensagem *

TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
DEMAIS IDIOMAS

LOCALIZAÇÃO E PAÍSES DOS VISITANTES

Copyright © Macelo Carvalho | Traduzido Por: Mais Template

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes