A guerra espiritual do cristão.


O cristão que ignora as atividades do adversário invisível,o diabo,é obvio que não estudou com seriedade os ensinos do Senhor Jesus ou do apostolo Paulo sobre este assunto. Existe um provérbio chinês que diz: "Conhece o teu inimigo; então, em cem batalhas serás vitorioso cem vezes." Nenhum cristão pode dar-se ao luxo de ter ignorância espiritual neste assunto.

A passagem clássica sobre a guerra espiritual do cristão com Satanás e com as potestades das trevas foi escrita por Paulo.(Ef.6.10-18). Cristão sagaz que ele era,estava alerta à necessidade de instruir seus seguidores no que diz respeito aos inimigos que eles encontrariam, ao caráter da guerra na qual estariam inevitavelmente empenhados, e ao caminho da vitória. Para Paulo o diabo não era invencione de uma imaginação superaquecida,mas um antagonista astuto e experiente. Ele era sábio demais para subestimar a força do seu oponente. Com certeza Paulo aprovaria a afirmativa de que um bom general deve penetrar o cérebro do inimigo [Vitor Hugo].


Paulo havia feito isto,portanto,não era ignorante sob os desígnios do diabo, veja :


E isso não é de admirar, pois até Satanás pode se disfarçar e se transforma em anjo de luz.(2Cor. 11.14).
Nos quais andastes outrora... segundo o príncipe da potestade do ar, do espírito que agora atua nos filhos da desobediência. (Ef.2.2 ).
O Perverso [iníquo] chegará com [a eficácia]o poder de Satanás e fará [sinais, e prodígios da mentira] todo tipo de falsos milagres e maravilhas. (2Ts.2.9).
O deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos. (2Cor.4.4).
Para os quais eu te envio,para...os converteres... da potestade de Satanás para Deus (At. 26.17-18).



Paulo ensinou que o cristão,em seu caminhar,por conta de seu testemunho,encontraria oposição e ódio do mundo,do diabo e dos espíritos maus que se aliaram a ele. Pois nós não estamos lutando contra seres humanos, mas contra as forças espirituais do mal que vivem nas alturas, isto é, os governos, as autoridades e os poderes que dominam completamente este mundo de escuridão.(Ef.6.12).



Paulo tinha convicção de que forças espirituais [invisíveis] governam o mundo,e que esses poderes sobrenaturais só poderiam ser vencidos com armas sobrenaturais ; e ele as empregava. paulo provou ser líder sábio e denodado nesta guerra espiritual.



Embora o poder de Satanás seja limitado e delegado,ele é mais do que um competidor para o mais vigoroso cristão. O Apostolo reconhecia que ao diabo fora concedida certa dose de controle como "príncipe da potestade do ar". Ele demostrou que nesta guerra não pode haver pacifistas. Pois essa guerra é verdadeira,é espiritual e desesperadamente real. A luta é travada corpo a corpo. E nossos inimigos contestarão o propósito eterno de Deus em cada ponto, e Deus conta com a nossa cooperação. Estamos nos dias finais da história e Apocalipse 12.12 esta se cumprindo. " Mas ai da terra e do mar! Pois o Diabo desceu até vocês e ele está muito furioso porque sabe que tem somente um pouco mais de tempo para agir."



Ele sabe que a vitória de Cristo significa o fim do seu domínio, e assim ele resiste desesperadamente numa tentativa de protelar a sua derrota.



A estratégia de Deus é que nós,os cristãos,resistamos e retenhamos o terreno na posição de privilégio e segurança na qual ele nos colocou. Deus " Por estarmos unidos com Cristo Jesus, Deus nos ressuscitou com ele [Cristo] para reinarmos com ele [Cristo] no mundo celestial." (Ef.2.6). É nossa a responsabilidade de "ficar firmes"..."resistir"..."estar firmes" (6.11,13,14). Ou seja resistir,resistir,resistir.



O plano do diabo é tirar o cristão desta posição,e conduzi-lo para níveis inferiores, esquecido de sua posição privilegiada "nas regiões celestes". O desgraçado do do diabo tenta induzir o cristão a lutar,guerrear com armas carnais; só que Paulo já nos advertiu que não podemos travar esta guerra como o mundo. "As armas que usamos na nossa luta não são do mundo; são armas poderosas de Deus, capazes de destruir fortalezas. E assim destruímos idéias falsas"(2Cor.10.4). Só o fato de tratar-se de uma guerra espiritual,já determina o tipo de armas que se deve usar.



Paulo ainda que acorrentado a um soldado,estava consciente do propósito e natureza da armadura. Ele por se preocupar,que seus seguidores não fossem despreparados para a guerra. Se utilizou desta figura para aconselhar os efésios e a nós também,a se apropriar da fortaleza e do poder divino,pois ele se achava graciosamente provido:" sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder."(Ef.6.10)



Em outras palavras ou você corta a cabeça do diabo ou vai perder a sua salvação,agora como poderemos cortar a cabeça do desgraçado do diabo? Se utilizando da "espada do Espírito" ,assim como os soldados romanos se utilizavam de uma armadura para ir a batalha,assim também o cristão deve se revestir de toda a "armadura de Deus" Que o próprio Deus provê.



Imagine acordando um dia e achando sua casa bem no meio de um campo de batalha. Com bombas explodindo ao seu redor, os disparos de metralhadoras e os gritos dos feridos, qual seria o seu primeiro pensamento? Se levantaria para ir ao serviço? Iria para a escola? Lavaria o carro? A sua primeira reação seria a sobrevivência sua e da sua família, não é?



Mesmo quando não percebemos a guerra ao nosso redor, isso não quer dizer que ela não exista. Em termos bem fortes, Paulo escreve que o mundo é um campo de batalha espiritual (6:12). Nós precisamos nos despertar para ver que a batalha é real! 



Deus te oriente,na Fé!

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Contatos

Nome

E-mail *

Mensagem *

TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
DEMAIS IDIOMAS

LOCALIZAÇÃO E PAÍSES DOS VISITANTES

Copyright © Macelo Carvalho | Traduzido Por: Mais Template

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes