Será que realmente amamos?

Há o amor! O amor é o mais nobre sentimento que há na face da Terra, este sentimento por sua vez é completo, nele subdivide-se todos os outros bons sentimentos. O amor inspira poetas, compositores, escritores, filósofos, casais e muitos outros, é a base para um bom relacionamento, sustento para o matrimônio e para a família, além de ser o próprio Deus. 1 João 4.8.
O amor é um sentimento o qual seu nome ecoa aos quatro cantos do mundo, foi o amor que deu origens as classes literárias como o trovadorismo, onde reinava os romances platônicos, o amor pela pátria, deu origem a muitas revoluções como a ideologia de liberdade, este sentimento fez um Deus todo poderoso dar seu único filho em pró de uma raça pecadora. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3.16Que sentimento é esse? faltam palavras para descrevê-lo, tornando-se assim inexplicável ao mesmo tempo é tão simples que vivemos, e pequeno cabendo assim dentro do peito.

Para Luís Vaz de Camões: 


Amor é um fogo que arde sem se ver,
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
É um andar solitário entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É um cuidar que ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

(  OS lusiadas Luís Vaz de Camões)

O Amor para Paulo: 

Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. 
E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. 
E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria. 
O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. 
Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; 
Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; 
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. 
O amor nunca falha. (I CORÍNTIOS 13.1-8) 

Diante deste dois pensamentos, me veio a pergunta: será que realmente amamos? Cristo nos disse em MATEUS 5.43-48  Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e odiarás o teu inimigo.
Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus;
Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.
Pois, se amardes os que vos amam, que galardão tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo?
E, se saudardes unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim?
Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus.

Estes versículos nos colocam diante de uma realidade a qual estamos vivendo, como amar meus inimigos se muitas vezes não consigo amar a mim mesmo, deixando de viver do jeito que  gosto para viver por padrões de beleza e vida impostos pela sociedade, deixando assim de fazer o que realmente amo. Como orar pelos que me odeiam e os que me perseguem, pois muitas das vezes as perseguições vem dos meus irmãos da fé, os quais deveriam orar pelos que não conhecem a Cristo Jesus, mas em vez disto ficam perseguindo um ao outro, vendo quem junta mais fieis, porque verdadeiros cristãos ficam impossíveis, pois não pregam  a verdade, nunca vi igrejas tão cheias de homens e vazias de verdadeiros filhos de Deus, diante disto vem a pergunta orar por que? Pelos que dizem conhecer ao Senhor ou pelos que me perseguem por não o conhecerem? Cristo disse se amarmos os que nos amam que recompensa teremos? Mas muitas vezes somos amados por alguém, e nem percebemos que o mesmo gosta de nós, que dirá amar os que não me amam, isto torna-se impossível por que o amor de muitos estão em status, diplomas, dinheiro, fama, querem ser amados e reconhecidos pelos seus títulos, e não só serem simplesmente filhos de Deus. Que sociedade é esta? Sinto saudades de homens que conheçam, vivam, pratiquem e compartilhem o amor, homem  como Jesus, que amou o mundo, Paulo que amou os gentis, entre tantos outros que deram suas vidas pelo próximo sem quererem ser reconhecidos, porque o verdadeiro amor não se gloria, mas a bíblia nos diz:  Mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me entender e me conhecer, que eu sou o SENHOR, que faço beneficência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o SENHOR. Jeremias 9.24. Aqueles que realmente amam tem suas recompensas e verdadeiramente conhecem ao Senhor, porque aquele que ama é nascido de Deus 1 joão 4.7  Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. O verdadeiro nascimento de um cristão é quando o mesmo aprende a amar, não de forma hipócrita e fingida, mas de forma verdadeira, não esperando ser amado para amar, poque a consistência do amor está nisto, em darmos o primeiro passo e amar ao próximo, é este o exemplo dado por Deus como vemos em 1 joão 4.10 Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados. fomos amados por Deus de tal modo que mesmo sem merecermos fomos perdoados através do amor, mas o interessante é que muitas vezes não conseguimos perdoar a nós mesmos, e levamos a culpa de um erro cometido por toda uma vida, devemos sempre lembrar que o preço dos nossos pecados já foi pago e eis que um justo justificou a muitos, Cristo Jesus já nos purificou de todos os pecados. O verdadeiro amor não é mentiroso, Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?1 joão 4.20. O verdadeiro amor não deixa espaço para a mentira, mas o que vemos hoje são muitas pessoas em templo dizendo que amam Deus, mas ao sair e depara-se com uma sociedade, necessitada de carinho, amor, afeto, compreensão, atenção, e o mesmo mantendo-se em inércias diante dos problemas, Cristo disse: aprendam de mim que sou manso e humilde de coração, no entanto seus seguidores hoje não conseguem respeitar as diferenças dos demais, se verdadeiramente expressamos amor ao Senhor, vamos ter atitude de amar as pessoas, pois é a unica forma de conhecermos a Deus. Ninguém jamais viu a Deus; se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeito o seu amor.1 joão 4.20. Nunca diga que conhece ou que o Senhor está com você se não ama, porque Deus não gosta de hipócrita, no entanto quando buscamos o amor somos cada dia mais aperfeiçoado  por Ele, nos tornando assim seus verdadeiros filhos, o próprio Jesus disse que vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando.JOÃO 15.14. Então devemos obedecer a Deus, isto sim é prova de amor. E dele temos este mandamento: que quem ama a Deus, ame também a seu irmão.1joão 4.21. Vemos então que se professamos amar ao Senhor, devemos viver o seu amor, este sentimento é lindo, magestoso, vamos pratica-lo diariamente para que  Deus esteja sempre conosco.

Autor: Macelo Carvalho Nascimento
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Contatos

Nome

E-mail *

Mensagem *

TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
DEMAIS IDIOMAS

LOCALIZAÇÃO E PAÍSES DOS VISITANTES

Copyright © Macelo Carvalho | Traduzido Por: Mais Template

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes