Deserto, a escola divina do aperfeiçoamento .

Texto Áureo: “E te lembrarás de todo o caminho, pelo qual o SENHOR teu Deus te guiou no deserto estes quarenta anos, para te humilhar, e te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias os seus mandamentos, ou não.” Dt 8.2
1. DESERTO - s.m. Região árida, coberta por um manto de areia em que é quase absoluta a ausência de vida. Vazio, pouco freqüentado: rua deserta / Ermo; solitário; abandonado.(Dic. Aurélio) 

O deserto é um lugar especial no coração de Deus e, não há um filho Seu que ainda não tenha passa por essa situação. Para entender o deserto e o seu significado, é preciso que nos posicionemos, para que possamos compreender, de fato, qual a importância e a relevância que temos. Mas você pode se perguntar: quem sou eu? E que importância tenho? 
O deserto é um lugar de escassez, onde os elementos vitais, como água e alimento, características básicas, quase não existem. Isso não parece antagônico? Começar a ministração falando de algo tão bom, especial e ter esse significado: escassez? Depende do seu ponto de vista.
Só há um deserto que não é bom na vida de uma pessoa: o deserto do pecado, da rebelião, do coração distante de Deus; o deserto da quebra de princípios. Porém, estou falando a filhos e a candidatos a filhos de Deus.

Em Mateus 4:11 lemos a narrativa de Jesus no deserto. O deserto é uma marca inerente aos grandes homens de Deus. E, se você acredita ser um líder ou alguém que recebeu um chamado, um comissionamento da parte de Deus, há de passar por um grande deserto. Esse lugar passará a ser um lugar especial no seu coração. Pois não há nada de Deus para nós que deixemos de gostar. O que existe, na verdade, é uma ignorância, um desconhecimento de causa.
Quando Deus chamou Abraão na Babilônia, Ele não se importou com os grandes feitos, nem as riquezas e status que tinha. Deus não alertou a Abraão que ele seria moído no deserto e o quanto seria difícil para que ele trabalhasse suas economias naquele lugar. Sabe por quê? Deus não tem uma visão circunstancial; Ele sempre tem em mente o resultado que quer produzir em nós. Quando o Senhor nos chama é sempre para algo maior do que somos, e maior do que temos. Todos têm um chamado de Deus. Até você que pensa: "será que estou no lugar certo, fazendo a coisa certa?", tem um chamado. Isso é a crise do deserto e de quem não tem conhecimento de causa e nem da missão que possui. Contudo, Deus tem paciência e quer lhe ensinar e lhe conduzir em todo o tempo para um lugar melhor.
Jamais a palavra de Deus vai nos encontrar em um lugar e vai nos deixar no mesmo lugar ou num lugar pior. Pelo contrário, quando a palavra nos encontra, leva-nos a um lugar mais adiante... E, se essa palavra lhe encontrou, não vai deixar você perecer no meio do caminho; não vai deixar você ser humilhado, reduzido à pobreza, à miséria... Deus levará você para a terra que mana leite e mel, um lugar de glória, um caminho maior.
Deus só tem pensamentos bons para os seus filhos, a despeito do contexto familiar ou traumas que você tenha com relação a seus pais. Ele é um Pai perfeito e n'Ele não habita injustiça.

O QUE É DESERTO? 

Porque algumas vezes nos sentimos vazios: Frios, Deus parece que não nos ouve? Deus está conosco, Jesus prometeu estar conosco todos os dias até a consumação do século, o Espírito Santo faz morada em nós. Portanto a Trindade está sempre conosco. No entanto eu posso sentir isto ou não. Posso ver isto ou não. Quando eu não sinto ou não vejo Deus comigo (Deserto), me vem uma sensação de vazio e frieza espiritual. Mas Deus não quer isto, Ele quer que pela fé (Hb 11:1) eu cria que Ele está comigo, e haja abundância de vida mesmo no deserto (Sl 84:6) Jó 35:14. Deserto é dificuldade de ver e sentir Deus presente, embora Ele sempre esteja (Sl 34:18). Há 3 causas diferente de Deserto: Deus nos faz passar por momentos assim: Se Deus quer trabalhar em nossa fé, e fé é ter convicção de fatos que não se vêem, muitas vezes Deus permite que não o sintamos presente para lançarmos mão de fé. 

"Ele está aqui, embora não o sinta". 

Exemplo: Ex 14; 15:22,27; 16:12; 17:1, Dt 8:15 e 16, Mt 4:1, Sl 23:2-4, Jr 17:7 e 8, Mt 14:22-25. Pecados ou voluntários afastamentos de Deus. Este tipo de deserto não é propriamente uma provação mas conseqüência de derrota espiritual. 

O pecado afasta-os de Deus, e o abandona da oração e da leitura da Bíblia, nos traz também frieza espiritual. 

II Sm 11; 12:6; Sl 51:11. Peculiar característica física ou temperamental. 

I Rs 19:4. Elias era homem de Deus e muito abençoado. Não fora Deus quem o conduzira ao deserto, e nem pecado, mas um problema, uma ameaça o fez entrar em depressão. Elias era um Melancólico. Todos temos um pouco do temperamento melancólico, mas há pessoas marcadamente melancólicas, que constantemente estão em desertos. 

Os melancólicos são introvertidos, escrupulosos, meticulosos, exigentes, pensadores, auto depreciadores. 

Para mudar seu temperamento leia: Temperamento controlado pelo Espírito e Temperamento transformado pelo Espírito. 

COMO AGIR NOS DESERTOS 

Usar a fé e não sentidos II Co 5:7, crer que Deus está ali mesmo que não o veja ou o sinta. Manter vida devocional, mesmo que não haja "o calor da sua presença". Preservar enquanto durar o deserto. 

O de Jesus durou 40 dias. O dos Judeus 40 anos. O seu durará enquanto você necessitar. Se houver pecado, confesse-o. Se estiver doente vá ao médico. Deixe o Espírito mudar seu temperamento, se for este o seu caso. 

COMO AGIR NAS PROVAÇÕES DE MANEIRA GERAL? 

Confiar nas promessas. 

I Co 1:13, I Pe 1:5, I Pe 4:10, Mt 26:20. Perseverar ao lado do Senhor, descansando - I Pe 5:7. Opondo-se e resistindo ao diabo e às tentações. 

I Pe 5:8 e 9, Tg 4:8. Alegrar-se nas bênçãos provenientes das provações 

I Pe 1:6. 

NO DESERTO 

1 – Geralmente o deserto tem um clima difícil de suportar, de dia muito quente chegando aos 50 graus centígrados e à noite geralmente frio podendo a temperatura ficar abaixo de zero. Retrata a vida de muitos que, ora estão quentes, fervorosos, avivados, mas de repente estão frios, apáticos na igreja, no trabalho, no casamento, etc. 

2 – É solitário, essa é realmente a principal característica do deserto, pois como o nome já diz: é deserto, inabitado, solitário. Às vezes estamos assim, parece que estamos sozinhos, abandonados, sem ninguém por perto. 

3 – É um lugar perigoso: no deserto encontramos vários tipos de perigo como: o de se perder, pois os ventos mudam as paisagens rapidamente, tempestades de areia, mas especialmente as feras que se escondem no deserto, escorpiões, cobras, animais venenosos que por causa do clima saem à noite para caçar. A Palavra diz em Marcos 1.13 que Jesus durante a tentação no deserto viveu entre as feras. 

4 – lugar de escassez: principalmente de água, elemento essencial para a vida. Na Bíblia muitas vezes o Espírito Santo é representado pela água, e existem momentos na vida que parece haver uma sequidão do Espírito em nós. 

Olhando essas características do deserto e as situações difíceis pelas quais passamos na vida, percebemos as semelhanças e entendemos as associações feitas por todos que enfrentam dificuldades. 

Existem vários tipos de dificuldade e vários tipos de desertos, mas quero chamar a atenção para dois tipos de desertos: o Deserto de Deus e o Deserto do Homem. Logo que conseguirmos entender as diferenças existentes entre esses dois desertos, ficará mais fácil enfrentá-los e sair deles. 

Faremos um paralelo entre esses dois tipos de desertos para te levar a uma compreensão melhor da dificuldade do deserto pelo qual você possa estar passando e facilitar a sua saída e a conquista da sua Canaã. 

O DESERTO DE DEUS E O DESERTO DO HOMEM. 

1 – O DESERTO DE DEUS, VOCÊ É CONDUZIDO PARA ELE. Êxodo 13.17-18; 

“Então, foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto”. Mateus 4.1a. 

O DESERTO DO HOMEM É O QUE VOCÊ VAI COM SUAS PRÓPRIAS PERNAS. I Reis 19:4. 

2 – O DESERTO DE DEUS É UM LUGAR DE REFÚGIO. Apocalipse 12.6 

O DESERTO DO HOMEM É ESCONDERIJO. I Reis 19.4 

Não devemos confundir refúgio com esconderijo. Esconderijo é para os covardes, para os medrosos, Elias foi para o deserto se esconder de Jezabel que o ameaçava. Assim é na vida de muitas pessoas que se escondem no deserto da solidão por não terem coragem de enfrentar as dificuldades. Não é difícil de encontrar pessoas depressivas, desanimadas que se isolam de tudo e de todos, se escondem para não enfrentar o próprio deserto que procurou. 

3 – O DESERTO DE DEUS PROMOVE O CRESCIMENTO ESPIRITUAL. Mateus 4.1-11. 

O DESERTO DO HOMEM PROMOVE O ABATIMENTO DE ESPÍRITO. I Reis 19.4. 

4 – O DESERTO DE DEU SEMPRE NOS GUIA PARA A SAÍDA. Êxodo 13.21. 

O DESERTO DO HOMEM O CONDUZ A CAVERNA. I Reis 19.8-9 

ILUSTRAÇOES 

DESERTO - LUGAR DE VIDA 

Ao Norte do Chile, entre o oceano Pacífico e a cordilheira doa Andes, há um deserto chamado Atacama, que é considerado o lugar mais seco do mundo. Lá, o índice pluviométrico é menor do que o do deserto do Saara. 

Nesse lugar tão árido ocorre um fenômeno a cada 10 ou 15 anos. Quando chove, o deserto se torna multicolorido, com flores bancas, amarelas, lilás e vermelhas, demonstrando que o poder da sequidão e das variações de temperatura, que vão dede zero grau pela madrugada até 40º graus Celsius no meio da tarde, não podem sufocar o poder da vida guardada nas pequenas sementes que ficam dormindo entre as rochas até o novo ciclo de floração. 

Por meio desse fenômeno, a natureza nos ensina que, mesmo quando atravessarmos os áridos desertos em nossa vida, poderemos contar com o milagre de Deus, pois, ele faz florescer a esperança em nosso coração. 

A SÓS COM DEUS (NO DESERTO) 

"Apascentava Moisés o rebanho de Jetro (...) e o levou para o lado ocidental do deserto." - Êxodo 3. 1 

Ouvir a voz de Deus é o grande desejo da maioria dos Cristãos sinceros. Para tal oramos, lemos a Bíblia, vamos aos cultos e estudos bíblicos. 

Mas Deus jamais irá Se revelar em público. Tudo o que Deus tem para nos dizer, Ele sempre dirá no silêncio e na contemplação: "Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto, e fechada a porta, orarás... e o Teu Pai que te vê em secreto, te recompensará." (Mateus 6. 5-6). 

Deus até lhe falará em público, mas jamais lhe revelará Sua vontade, a menos que você fique a sós com Ele. Seja num deserto, num jardim, ou na quietude do seu quarto. O própio Jesus contava as parábolas à toda multidão, porém as explicava mais profundamente a sós com Seus discípulos. 

No silêncio da oração é que Deus fala. No meditar da Sua Palavra é que Ele se revela. Pois, como disse um poeta: "Te busco, te procuro oh Deus / No silêncio Tu estás...". 

PEGADAS NA AREIA 

Uma noite eu tive um sonho: 

Sonhei que estava andando na praia com o Senhor, e através do céu, passavam cenas da minha vida. Para cada cena que se passava, percebi que eram deixados dois pares de pegadas na areia; Um era meu e o outro era do Senhor. Quando a última cena da minha vida passou diante de nós, olhei para trás, para as pegadas na areia, e notei que muitas vezes, no caminho da vida, havia apenas um par de pegadas na areia. 

Notei também que isto aconteceu nos momentos mais difíceis e angustiosos do meu viver. Isso aborreceu-me. 
Então perguntei ao Senhor:

- Senhor, Tu me disseste que, uma vez que resolvesse Te seguir, Tu andarias sempre comigo, em todo o meu caminho, mas notei que durante as maiores tribulações do meu viver, havia apenas um par de pegadas na areia. Não compreendo porque nas horas em que mais necessitava de Ti, Tu me deixastes... 
O Senhor respondeu: 

- Meu precioso filho, eu te amo, e jamais te deixaria nas horas de tua prova e de teu sofrimento. Quando vistes na areia apenas 

um par de pegadas, foi exatamente aí, que eu te carreguei nos Braços. 

HABILIDADES DO CAMELO 

Uma mãe e um bebê camelo estavam por ali, à toa, quando de repente o bebê camelo perguntou: 

Bebê: Mãe, mãe, posso te perguntar umas coisas? 

Mãe: Claro! O que esta incomodando o meu filhote? 

Bebê: Porque os camelos têm corcova? 

Mãe: Bem, meu filhinho, nós somos animais do deserto, precisamos das corcovas para reservar água e por isso mesmo somos conhecidos por sobreviver sem água. 

Bebê: Certo, e porque nossas pernas são longas e nossas patas arredondadas? 

Mãe: Filho, certamente elas são assim para permitir caminhar no deserto. Sabe, com essas pernas eu posso me movimentar pelo deserto melhor do que qualquer um! Disse a mãe, toda orgulhosa. 

Bebê: Certo! Então, porque nossos cílios são tão longos? De vez em 

quando eles atrapalham minha visão. 

Mãe: Meu filho! Esses cílios longos e grossos são como uma capa protetora para os olhos. Eles ajudam na proteção dos seus olhos quando atingidos pela areia e pelo vento do deserto! disse a mãe com orgulho nos olhos. 

Bebê: Ta. Então a corcova e para armazenar água enquanto cruzamos o deserto, as pernas para caminhar através do deserto e os cílios são para proteger meus olhos do deserto. Então o que estamos fazendo aqui no Zoológico??????? 

Moral da historia: 

“Habilidade, conhecimento, capacidade e experiências são úteis se você estiver no lugar certo” 

(ONDE você está agora?????) 

Fonte: http://ensinodominicalbetel.blogspot.com/2010/10/licao-2-deserto-escola-divina-do.html
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Contatos

Nome

E-mail *

Mensagem *

TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
DEMAIS IDIOMAS

LOCALIZAÇÃO E PAÍSES DOS VISITANTES

Copyright © Macelo Carvalho | Traduzido Por: Mais Template

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes