Sexo antes do casamento?

Biblicamente falando,  não encontramos nenhum respaldo para a prática sexual antes da legalização do ato matrimonial, mesmo que entre noivos e namorados, pois a conjunção carnal, em si mesma, constitui-se um tipo de casamento. Todavia, se tal prática for divorciada de compromisso mútuo, sentimento e união vitalícia, tal acontecimento torna-se algo ruim, distinto de conivência bíblica, e denominado no texto sagrado como “fornicação”.
A primeira menção bíblica ao casamento entre homem e mulher está exarada em Gênesis 2.24, onde ambos tornam-se “uma só carne”. Esta fusão ocorre por intermédio da consumação sexual, estabelecendo assim, pela ótica bíblica, a celebração do casamento entre os opostos, e por isso, precisa ser oficializado pelos ditames legais que regem nossa sociedade. Por força de argumento, somos obrigados a concluir que o sexo inicia o casamento entre gêneros distintos, e, portanto, impróprio para aqueles que não tem uma união legítima.
No Antigo Testamento, quando um homem possuía uma mulher, este era obrigado a indenizar o pai da moça e, além disso, tomá-la como sua esposa (Dt 22.28,29). No Novo Testamento, Paulo também fala que quando um homem se une a uma prostituta, termina por formar com ela um só corpo (1 Co 6.16), pois esta consolidação é evidenciada pelo ato sexual propriamente dito.

Dentro destas considerações, faz-se necessário ratificar a razão de que manter relação sexual pré-nupcial é impróprio diante da Palavra de Deus. Portanto, se o casal ainda não estiver unido pelos laços do matrimônio, a consumação do ato, em si, efetiva o casamento entre as partes.

Destarte, um casal de namorados ou noivos, que porventura tenha consumado tal prática, diante de análise bíblica e da observação Divina, já celebrou seu próprio casamento, e por isso, deve formalizar esta união, tendo em vista que a Bíblia nos exorta a obedecermos os ditames governamentais (Rm 13.1; 1Pe 2.13).

Portanto, se você ainda não está preparado para evocar a si as responsabilidades inerentes a este relacionamento chamado casamento, parafraseando, a orientação bíblica para você é: “não comece aquilo que não pode concluir, e se já começou, assuma as responsabilidades”.

Faço a conclusão deste artigo citando alguns textos escritos pelo apóstolo Paulo:

(1Co 7.2): “mas, por causa da impureza, cada um tenha a sua própria esposa, e cada uma, o seu próprio marido.”
(1Co 7.9): “Caso, porém, não se dominem, que se casem; porque é melhor casar do que viver abrasado.”

Fraternalmente em Cristo,


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

2 comentários:

  1. ola Pr gostaria de seber se duas pessoas que moram juntos alguns anos e não são casados legalmente em registro civil pela lei da terra estão em adulterio contra a palavra de DEUS se torna adulterio?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amado, sim pois a bíblia pede uma oficialização perante a sociedade, no caso da sociedade brasileira o casamento civil, sendo que o mesmo proporciona vários benefícios legais em decorrência as leis nacionais que são de importância para o casal, resolvendo também a questão religiosa. Lembre que muitos dos casais que moram se amam,respeitam-se e vivem muito bem o relacionamento onde tratando-se do convívio entre os cônjuges não falta nada. Mas hoje em dia a oficialização é fácil e rápida e de baixo custo e proporcionará a vcs vários benefícios, além do mais vocês têm o intuito de viverem juntos até o término de suas vidas, porque não oficializa? espero ter ajudado e obrigado por ler e comentar em meu blog abraço e fica com Deus.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Contatos

Nome

E-mail *

Mensagem *

TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
DEMAIS IDIOMAS

LOCALIZAÇÃO E PAÍSES DOS VISITANTES

Copyright © Macelo Carvalho | Traduzido Por: Mais Template

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes