A verdadeira prova de amor a Jesus.



João 14:21
Quando amamos sincera e ardentemente a alguém, fazemos tudo para não lhe contrariar a vontade. Ficamos até sentidos quando ofendemos, procurando logo reparar a ofensa praticada. Assim acontece com os que amam verdadeiramente a Jesus. Cristo disse: “Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando”. No texto citado, e nos versos subseqüentes, o Mestre reafirma enfaticamente este mesmo ensinamento, dando-lhe a máxima importância.
I- Qual é então a verdadeira prova de amor a Jesus?
É muito fácil dizer que amamos a Jesus, aliás, quase todas as pessoas dizem isso. Mas precisamos levar em consideração o que disse o apóstolo João “Não amemos de palavra e nem de língua, mas por obra e em verdade”. A verdadeira prova de amor a Cristo está em observarmos os seus mandamentos. O verdadeiro crente não é aquele que pode e sabe dissertar com abundancia de palavras e lucidez de interpretação sobre matérias religiosas; é sim, o que obedece a vontade de Cristo e segue o caminho da justiça.
Os bons sentimentos e os bons desejos são inúteis, se não forem acompanhados de boas ações. Não só isso. Os bons sentimentos podem até tornarem-se prejudiciais à alma, se a consciência, satisfazendo-se com eles, não perceber a necessidade, não estiver atenta para o cumprimentos dos mandamentos. Boas intenções não salvam ninguém. Dizem que o inferno está cheio de boas intenções!
Todas as intenções “passivas”, isto é, aquelas que não se levam a prática, paralisam e matam o coração. A vida e os atos de uma pessoa manifestam se ela possui ou não a Graça Divina em sua vida. O homem ou mulher que deveras está iluminado pelo Espírito Santo, seguirá uma vida santa. Se exercermos ansiosa vigilância sobre a nossa índole, as nossas palavras, as nossas obras, se empregarmos conjuntamente um constante esforço, para amoldar o nosso procedimento nos preceitos de Cristo e dos apóstolos, teremos dada a melhor e maior prova de que amamos a Cristo.
É necessário, entretanto, não torcermos o sentido deste pensamento, pressupondo, que, se guardarmos os seus mandamentos, nos tornaremos por isso, merecedores da salvação. Precisamos lembrar que as nossas melhores obras estão cheias de defeitos, conforme o entendimento de Isaias, 700 anos antes de Jesus nascer: “Somos podres e imundos por causa do pecado. As nossas boas ações, que pensamos ser um lindo manto de justiça, não passam de trapos imundos. Nós murchamos como as folhas no outono; os nossos pecados nos levam sem destino, como o vento faz com as folhas” Is.64:6. Ainda que tenhamos feito tudo o que estiver ao nosso alcance, somos sempre servos fracos e inúteis, conforme ensinou Jesus. A ênfase é: “Pela graça sois salvos, por meio da fé, isso não vem de vós, é dom de Deus. Não vem de obras para que ninguém se glorie” Ef. 2:8, 9. A fé em Jesus Cristo deve vir acompanhada da obediência à Sua vontade.
II- Qual o galardão para os que dão prova de seu amor a Cristo?
A Bíblia é clara sobre isso: “Aquele que me ama, será amado de meu Pai, e Eu o amarei e me manifestarei a ele”. Aqui o nosso Senhor Jesus Cristo reitera o ensino escriturístico em referencia não só aos mandamentos da lei, mas a todos os preceitos e regras da Santa Palavra. Ela ensina: “Tuas palavras estão sempre presentes na minha mente; penso nelas muitas vezes para não pecar contra Ti. Além de tudo isso servem para nos corrigir quando estamos errados. Quem segue as instruções de Deus terá sucesso em tudo” Salmos 119:11 e 19:11. “Em guardá-la há grande recompensa”.
As palavras de Jesus “Meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos  nele morada” indicam claramente que há galardões reservados  para os que , amando a Cristo, manifestam seu amor pela obediência a seus ensinos. O entendimento humano, muitas vezes, não compreende ou não atinge a profundidade dos ensinos destas palavras. Uma coisa certa, porém, deduzimos daí: é que a santidade da vida acarreta preciosos bens, e que, todo aquele que mais se aproxima de Deus, como Enoque e Abraão – mais gozo encontra na vida cristã  aqui, e muito mais no além.
A maior parte dos cristãos ignora que desde esta vida, já se pode provar ou experimentar o gozo do céu. “Quando obedecemos os mandamentos do Senhor, Ele nos faz andar pelos Seus caminhos de verdade e amor” Sal. 25:10.  “Tu revelas a tua pureza ao homem puro de coração” Sal. 18:26 a.  “O Senhor é amigo chegado de quem O respeita e obedece. A essas pessoas Ele revela os segredos de seus planos” Sal. 25:14. “Se alguém ouvir a minha voz  e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele e ele comigo” Apc. 3:20.
III- Mas como cumprir os nossos deveres?
Jesus deu a resposta a muitos séculos passados: “O Espírito Santo vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar tudo o que eu disse a vocês” Jo 14:26. Não estamos sozinhos na jornada da vida, temos um consolador que está conosco para nos ajudar em todos os momentos, trazendo o conforto, o ensino, a repreensão e até a correção quando necessário através da disciplina. Somos orientados pelo Espírito Santo mesmo antes de tomar a decisão de seguir a Cristo, pois é Ele que convence o mundo do pecado, da justiça e do juízo (Jo. 16:8). Graças a ação inaudita do Espírito Santo um dia fizemos nossa decisão de seguir a Jesus, e cumpre-se o que Jesus disse; “Se vocês me amam, obedeçam-Me; e Eu pedirei ao Pai e Ele dará a vocês outro Consolador, que nunca deixará vocês. É o Espírito Santo, o Espírito que conduz a toda verdade. O mundo em geral não O pode receber, porque não O vê nem O conhece. Mas vocês, sim, porque Ele mora com vocês agora e um dia estará em vocês” João 14:15-17. Isto é, enquanto não crentes Ele atua de fora, mas uma vez aceitando a Cristo, Ele passa a agir dentro de nós. Por isso não há salvo neste mundo que não seja batizado com o Espírito Santo.
Esta promessa é para todos que verdadeiramente amam a Jesus. Se a prova de nosso amor por Ele é a obediência aos seus mandamentos; não estamos sozinhos para tal tarefa, o Espírito santo nos foi dado como ajudador no cumprimento disso. Nosso Senhor bem sabe  quanto é grande a nossa Ignorância e o nosso desleixo, relativo as coisas espirituais; por isso prometeu que, assim que partisse deste mundo, não deixaria seus amados sem um ajudador idôneo, que lhes ensinasse e rememorasse as verdades eternas do evangelho.
Convictos como devemos estar de nossa ignorância espiritual, e desejosos de entender com maior clareza os ensinos de Jesus, imploremos cada dia o auxilio e a iluminação do Espírito Santo. Ele aplainará o nosso caminho!
Reconhecendo a fraqueza de nossa memória para reter as coisas espirituais, e a facilidade com que esquecemos o que lemos e ouvimos da Palavra de Deus, necessitamos cada dia implorar o auxilio do Espírito Santo. Ele pode atrair para a nossa memória toda a verdade espiritual, todos os deveres cristãos, e nos usar para o testemunho às pessoas que vivem à nossa volta. Se de fato amamos a Jesus, guardemos os seus mandamentos.


Autor: Pr.Cirino Refosco
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

2 comentários:

  1. Paz.
    Sou dono do blog LELEKE VISITA. você deixou um comentario pedindo parceria, então eu concordei... peguei seu banner... depois faz o msm.

    Fik com Deus

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Contatos

Nome

E-mail *

Mensagem *

TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
DEMAIS IDIOMAS

LOCALIZAÇÃO E PAÍSES DOS VISITANTES

Copyright © Macelo Carvalho | Traduzido Por: Mais Template

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes