Pornografia na internet pode causar impotência sexual.


Internet is for porn, já dizia o milenar ditado chinês. De fato, a pornografia sempre esteve e sempre estará arraigada na diversidade cultural da humanidade. Acredite, qualquer coisa que o homem faça, sempre terá a sua versão pornô. No entanto, foi em tempos de internet de alta velocidade que a pornografia encontrou o seu oásis.Se antes a molecada transbordando hormônios tinha que apelar para miniaturas de capas da Playboy em classificados, hoje basta ficar sozinho em casa para acessar um site. Existe uma grande variedade de conteúdo pornográfico na rede, para todos os gostos e totalmente gratuito!Porém, as coisas não são só alegrias como a maioria pensa. Um estudo da Universidade de Pádua, localizada na Itália, concluiu que o excesso de pornografia pode causar disfunção erétil, além de diminuir a libido nos homens. Isso acontece por que o grande número de opções de pornografia na internet está diminuindo a sensibilidade dos receptáculos de prazer masculino no cérebro, especialmente os responsáveis por liberar a dopamina, neurotransmissor que ativa o nosso modo especial.Por esses neurotransmissores serem ativados muitas vezes, a noção fisiológica de felicidade e recompensa provida pelo sexo de verdade acaba diminuindo. E por tantas vezes termos visto mulheres, dos mais variados tipos, nuas e nas mais diversas posições, na ocasião em que realmente estivermos com uma de verdade, toda aquela situação vai parecer normal demais e não muito excitante. Então você inconscientemente ficará tenso, o que é ruim para a ereção. Isso foi abordado no artigo “Disfunção sexual induzida pela pornografia é um problema que só cresce“, publicado no jornal Psychology Today.O pior de tudo é que a pesquisa foi focada em homens com seus 20 e poucos anos, justamente quando eles deveriam estar no auge da sua virilidade. O mais impressionante é que muitos jovens confirmaram o desânimo em praticar sexo de verdade e que algumas vezes ficaram em situações embaraçosas diante de suas parceiras. Ainda segundo a pesquisa, estamos presenciando a criação de uma geração viciada em pornografia.E quando eu digo vício não estou fazendo uma analogia. É vício físico mesmo, dependência química! O estudo percebeu que aqueles que tentam se libertar do vício de ver pornografia sofrem sintomas típicos de dependentes químicos, além de insônia e uma condição parecida com resfriado. Portanto, meu amigo, pare de acessar desde já o Xvideos e… venhamos e convenhamos, ninguém perde nada em não ver pornografia. Por que ser um voyeur se eu posso ser protagonista?

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Contatos

Nome

E-mail *

Mensagem *

TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
DEMAIS IDIOMAS

LOCALIZAÇÃO E PAÍSES DOS VISITANTES

Copyright © Macelo Carvalho | Traduzido Por: Mais Template

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes