A armadura do cristão.


Efésios 6: 10-18
Como cristãos vivemos numa intensa guerra! Guerra contra os principados e potestades das trevas, mas também guerra contra nós mesmos – nossa natureza carnal, nossos desejos e vontades, nossos pensamentos e parâmetros, nossos dúvidas, etc. A verdade é, que a vida cristã é uma grande batalha. Não apenas momentos, mas dia e noite. Por isso a recomendação Bíblica a respeito da armadura que precisamos usar, a começar com a força de quem devemos contar: “Sede fortalecidos no Senhor e na força de Seu poder” – isso quer dizer que devemos ser fortalecidos não na nossa força, mas na de Deus. O apóstolo Paulo havia testemunhado sobre o segredo de suas vitórias espirituais: “Tudo posso naquele que me fortalece” Fil 4:13; e passou a recomendação ao seu filho na fé, Timóteo, dizendo: “Tu, pois, filho meu, fortifica-te na graça que está em Cristo Jesus” II Tim. 2:1. A luz que nos ilumina, só o faz porque os fios estão em comunicação com o dínamo central, lá na turbina. Ele é que fornece a força. Assim, fortalecidos em Deus, temos a força necessária para prosseguir em nossa jornada. “Oro para que vocês comecem a compreender  como é incrivelmente grande o seu poder para ajudar aqueles que crêem nEle. Foi esse mesmo grandioso poder, que levantou a cristo dentre os mortos e O fez sentar-se no lugar de honra no céu, à mão direita de Deus…” Ef. 1:19,20.

Os supersticiosos, que geralmente fazem parte da religião da “maioria”, usam amuletos, saquinhos com sal grosso, bentinhos com orações… para guardar o corpo contra a bala, contra o mal olhado, contra a inveja, etc. Sabemos, porém, que isso não guarda nada. Porque a nossa grande luta é contra os principados, potestades, hostes espirituais da iniqüidade, etc. Portanto, devemos tomar toda a armadura de Deus, como recomenda o apostolo, para poder resistir o dia mau. Então, há um dia mau, o dia das tentações, o dia dos ventos de doutrina que abalam a fé. O método de Satanás é combater o cristianismo ensinando doutrinas que se lhe opõem, e que são aparentemente belas, sedutoras…. ele entrelaça as verdades com o erro.
As peças da armadura de Deus.
1- O cinto da verdade. A armadura antiga tinha um cinto sobre o qual todas as demais peças da armadura se ajustavam, e servia também para apertar as demais peças. Este cinto é o símbolo da verdade.
2- A couraça da Justiça. A couraça era uma peça de aço que guarnecia o peito e as costas do soldado. Isso equivale ter a retidão na pratica do bem  e no arrependimento da prática do mal – resolução inabalável contra  o pecado e contra as tentações: “Filhinhos, ninguém vos desencaminhe; quem pratica a justiça é justo, como Ele é Justo” I Jo 3:7. Esta justiça é a de Cristo. Assim como todos os nossos pecados estavam sobre Ele, recebemos dele a túnica que nos protege: “Justificados, pois, pela fé, temos paz com Deus” Rom. 8:1.
3- Os pés calçados com o evangelho da paz. O apóstolo está fazendo uma alusão aos costumes dos soldados antigos que usavam uma sandália de couro com o solado de pontas de prego, a fim de melhor se firmarem no chão. Assim, os cristãos precisam se firmar bem no evangelho, porque eles tem que andar por lugares perigosos, montanhas íngremes, escorregadiças e mesmo atravessar os pantanais deste mundo…Daí, a necessidade de o cristão se preparar com bastante fé para confessar a Cristo nos momentos difíceis!… Sendo que o evangelho fornece a paz e a segurança. O cristão com ele está seguro aqui e na eternidade.
“Quão formosos são os pés dos que anunciam a paz!”. Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá; não se turbe o vosso coração, nem se atemorize” Jo 14:27. “estas coisas vos tenho dito, para que em mim tenhais paz. No mundo tereis aflições, mas tendes confiança eu venci o mundo” Jo.  16:33.
4-Tomai, sobretudo, o escudo da fé, com o qual podereis apagar os dardos inflamados do maligno. “Pois todo o que é nascido de Deus, vence o mundo; e esta é o vitória que vence o mundo, a nossa fé” I Jo. 5:4. “Sede sóbrios, e vigiai, porque vosso adversário, o diabo, anda ao vosso redor, rugindo como um leão, buscando a quem possa devorar. Resisti-lhe firmes na fé…” I Ped. 5:8, 9. “Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo e ele fugirá de vós”. A Biblia é cheia de recomendação a respeito da fé, que é nosso escudo de defesa na grande caminhada da vida cristã.
O dardo é arma defensiva, de arremesso, usados pelos guerreiros antigos. É uma peça grande de ferro, com uma ponta – e que se atirava ao longe. O dardo do maligno tem a ponta inflamada, isto é, tem um veneno na ponta, como tinham os dardos dos guerreiros antigos. O escudo era uma guarnição que cobria todo o corpo, para não ser atingido com os dardos. Satanás lança sobre nós os seus dardos inflamados, mas nos defenderemos com o escudo da fé.
Um dos mais perigosos dardos é a duvida, e a única maneira de nos defendermos dela é através da fé. Satanás usou este dardo sobre João Batista, quando estava preso no cárcere, colocando duvidas em seu coração, se Jesus era mesmo o Messias Verdadeiro, mas João mandou seus discípulos para entender-se com Jesus, e voltaram dizendo o que Cristo lhes dissera: “Vão dizer a João, que os cegos vêem, os coxos andam, os famintos são alimentados e aos pobres é anunciado o evangelho”. João não teve mais qualquer duvida.
Satanás sempre usou seus dardos, contra Eva foi certeiro, a duvida entrou em seu coração e mente. Ele lança duvidas nos corações dos crentes. Mas ninguém, talvez, tenha sofrido mais ataques do que Paulo; todavia, ele reagiu contra tudo, contra Judeus, gregos e até crentes, dizendo: “Eu sei em quem tenho crido”.
Esses dardos arrancam a boa semente do coração daqueles que não lhe dão o devido cuidado.  Mat. 13:19.
5- O capacete da salvação. Trata-se de uma armadura com aba oval, para a cabeça. Os soldados não se atreviam lutar sem o seu capacete. Assim o cristão, com a certeza da salvação. “Ele se vestiu de justiça, como uma couraça; colocou na cabeça o capacete da salvação…” Isaias 59;17. A religião evangélica é a única que nos fala da certeza da salvação. Perguntem a qualquer adepto de outra religião, se eles tem certeza da salvação? Responderão que não sabem e que ninguém pode saber, ou que é Deus quem sabe… Ora, a certeza temos aqui: “Quem crê em mim, tem a vida eterna, disse Jesus”. Não se diz que terá!
6- A espada do Espírito – que é a palavra de Deus. esta arma é defensiva e ofensiva: com ela nos defendemos e atacamos o inimigo. É a espada afiada de dois gumes, que saia da boca do filho do homem, na visão de João na ilha de Patmos. Apoc. 1:16 e 2:12. Espada de dois fios penetra na alma,  e faz a mais profunda dissecação, e discerne os pensamentos e intenções do coração. “Tudo o quanto Deus nos diz é cheio de força viva: é mais cortante do que a espada mais afiada, e corta rápido e profundo em nossos pensamentos e desejos mais íntimos em todos os seus detalhes, mostrando-nos como somos na realidade” Heb.4:12.
Cristo usou-a nas tentações. Quando satanás lanço um dardo dizendo: a)- “Transforma estas pedras em pães, se tu és o filho de Deus” – Está escrito: “Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus”.
b)- “Tudo te darei se prostrado te adorares” – “Escrito está: Ao Senhor teu Deus  adorarás, e só a Ele servirás”.
c)- “Lança-te daqui para baixo, porque foi ordenado que os anjos hão de te defender” – “Escrito está: Não tentarás ao Senhor teu Deus”.
Isaias 49:2, referendo-se a Jesus diz: “Iavé fez a minha boca como uma espada aguda”. Esta espada resiste a todas as espadas, a todos os impérios, a todas as perseguições – porque ela não é feita no fogo da terra, mas no do céu. Queimaram-na, mas, mas quanto mais a queimavam, mais se multiplicava.
7- Oração e súplica. É a ultima peça do armamento! A oração é o fio da comunicação com Deus, para que DELE venha o poder. Oremos, para que estejamos firmes. Mas oremos com todas as forças da nossa personalidade, pois, a oração verdadeira, a que não fica sem resposta é, indubitavelmente, a em que tomam parte todos os poderes de nossa inteligência, sentimento e vontade, – isto é, o conjunto de toda nossa  personalidade.
Tomemos o conselho do apóstolo: “Revistamo-nos de toda armadura de Deus…”. De toda e não uma parte. Todas as peças da armadura: O cinto da verdade; a couraça da justiça; calçados os pés com o evangelho da paz; o escudo da fé; o capacete da salvação; a espada do Espírito; e a oração e súplica.


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Contatos

Nome

E-mail *

Mensagem *

TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
DEMAIS IDIOMAS

LOCALIZAÇÃO E PAÍSES DOS VISITANTES

Copyright © Macelo Carvalho | Traduzido Por: Mais Template

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes