Deus nunca erra!


Um rei que não acreditava na bondade de DEUS. Tinha um servo que em todas as situações lhe dizia: -"Meu rei, não desanime porque tudo que Deus faz é perfeito, Ele não erra!"
Um dia eles saíram para caçar e uma fera atacou o rei. O seu servo conseguiu matar o animal, mas não pôde evitar que sua majestade perdesse um dedo da mão.
Furioso e sem mostrar gratidão por ter sido salvo, o nobre disse: -"Deus é bom? Se Ele fosse bom eu não teria sido atacado e perdido o meu dedo."
O servo apenas respondeu: -"Meu Rei, apesar de todas essas coisas, só posso dizer-lhe que Deus é bom; e ele sabe o porquê de todas as coisas."
-"O que Deus faz é perfeito. Ele nunca erra!" Indignado com a resposta, o rei mandou prender o seu servo. Tempos depois, saiu para uma outra caçada e foi capturado por selvagens que faziam sacrifícios humanos.
Já no altar, prontos para sacrificar o nobre, os selvagens perceberam que a vítima não tinha um dos dedos e soltaram-no: ele não era perfeito para ser oferecido aos deuses.
Ao voltar para o palácio, mandou soltar o seu servo e recebeu-o muito afetuosamente. -"Meu caro, Deus foi realmente bom comigo! Escapei de ser sacrificado pelos selvagens, justamente por não ter um dedo! Mas tenho uma dúvida: Se Deus é tão bom, por que permitiu que você, que tanto o defende, fosse preso?"
-"Meu rei, se eu tivesse ido com o senhor nessa caçada, teria sido sacrificado em seu lugar, pois não me falta dedo algum. Por isso, lembre-se: tudo o que Deus faz é perfeito."
Ele nunca erra! Muitas vezes nos queixamos da vida e das coisas aparentemente ruins que nos acontecem, esquecendo-nos que nada é por acaso e que tudo tem um propósito. 

O caminho de Deus é perfeito e a sua palavra sem impureza. Ele é o caminho de todos que nele confiam, como diz em "(2º Samuel - 22 - 31).1  E FALOU Davi ao SENHOR as palavras deste cântico, no dia em que o SENHOR o livrou das mãos de todos os seus inimigos e das mãos de Saul.
2  Disse pois: O SENHOR é o meu rochedo, e o meu lugar forte, e o meu libertador.
3  Deus é o meu rochedo, nele confiarei; o meu escudo, e a força da minha salvação, o meu alto retiro, e o meu refúgio. Ó meu Salvador, da violência me salvas.
4  O SENHOR, digno de louvor, invocarei, e de meus inimigos ficarei livre,
5  Porque me cercaram as ondas de morte; as torrentes dos homens ímpios me assombraram.
6  Cordas do inferno me cingiram; encontraram-me laços de morte.
7  Estando em angústia, invoquei ao SENHOR, e a meu Deus clamei; do seu templo ouviu ele a minha voz, e o meu clamor chegou aos seus ouvidos.
8  Então se abalou e tremeu a terra, os fundamentos dos céus se moveram e abalaram, porque ele se irou.
9  Subiu fumaça de suas narinas, e da sua boca um fogo devorador; carvões se incenderam dele.
10  E abaixou os céus, e desceu; e uma escuridão havia debaixo de seus pés.
11  E subiu sobre um querubim, e voou; e foi visto sobre as asas do vento.
12  E por tendas pôs as trevas ao redor de si; ajuntamento de águas, nuvens dos céus.
13  Pelo resplendor da sua presença brasas de fogo se acenderam.
14  Trovejou desde os céus o SENHOR; e o Altíssimo fez soar a sua voz.
15  E disparou flechas, e os dissipou; raios, e os perturbou.
16  E apareceram as profundezas do mar, e os fundamentos do mundo se descobriram; pela repreensão do SENHOR, pelo sopro do vento das suas narinas.
17  Desde o alto enviou, e me tomou; tirou-me das muitas águas.
18  Livrou-me do meu poderoso inimigo, e daqueles que me tinham ódio, porque eram mais fortes do que eu.
19  Encontraram-me no dia da minha calamidade; porém o SENHOR se fez o meu amparo.
20  E tirou-me para um lugar espaçoso, e livrou-me, porque tinha prazer em mim.
21  Recompensou-me o SENHOR conforme a minha justiça; conforme a pureza de minhas mãos me retribuiu.
22  Porque guardei os caminhos do SENHOR; e não me apartei impiamente do meu Deus.
23  Porque todos os seus juízos estavam diante de mim; e de seus estatutos não me desviei.
24  Porém fui sincero perante ele; e guardei-me da minha iniqüidade.
25  E me retribuiu o SENHOR conforme a minha justiça, conforme a minha pureza diante dos seus olhos.
26  Com o benigno, te mostras benigno; com o homem íntegro te mostras perfeito.
27  Com o puro te mostras puro; mas com o perverso te mostras rígido.
28  E o povo aflito livras; mas teus olhos são contra os altivos, e tu os abaterás.
29  Porque tu, SENHOR, és a minha lâmpada; e o SENHOR ilumina as minhas trevas.
30  Porque contigo passo pelo meio de um esquadrão; pelo meu Deus salto um muro.
31  O caminho de Deus é perfeito, e a palavra do SENHOR refinada; e é o escudo de todos os que nele confiam.

Autor: Desconhecido
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Contatos

Nome

E-mail *

Mensagem *

TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
DEMAIS IDIOMAS

LOCALIZAÇÃO E PAÍSES DOS VISITANTES

Copyright © Macelo Carvalho | Traduzido Por: Mais Template

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes